Apresentação


VII Seminário de Ensino de Graduação da UFSCar – 2017

 

Tema: Desafios da Ação Docente no Ensino Superior: A Diversidade na UFSCar

 

No âmbito da profissionalização docente, o professor deve ter assegurado um processo contínuo de acompanhamento, reflexão e discussão sobre suas atividades profissionais, de modo a desempenhá-las com autonomia, segurança, eficiência e em consonância com as políticas educacionais, Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI, 2013) e Perfil do Profissional a ser Formado pela UFSCar (UFSCAR, 2008).

Considerando que os Seminários de Ensino de Graduação compõem o Programa de Formação Continuada de Docentes da UFSCar há 10 anos, a Pró-Reitoria de Graduação da UFSCar (ProGrad) constituiu uma Comissão para organizar o VII SEMINÁRIO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DA UFSCAR, que está previsto para ocorrer no mês de Maio de 2017.

Para esta edição, a Comissão verificou a pertinência de propor discussões e reflexões ao corpo docente da UFSCar sobre a diversidade social, cultural, étnico-racial, de gênero e sexualidade, sobre a saúde mental dos estudantes, bem como sobre princípios éticos na educação.

Esta temática mostra-se extremamente atual e necessária, tendo em vista a sociedade, plural, diversa, e de outro lado discriminatória e excludente que se apresenta no século XXI.

De acordo com o PDI vigente, a UFSCar apresenta como algumas diretrizes gerais para o desenvolvimento de suas atividades acadêmicas:

  • Ampliar e aprimorar as políticas de atendimento à diversidade, de necessidades de acolhimento e apoio à comunidade discente em diferentes momentos das trajetórias acadêmicas.
  • Promover respeito, compreensão e diálogo na diversidade e pluralismo social, étnico-racial e cultural como parte da produção do conhecimento e do pleno exercício da cidadania.
  • Promover e incentivar a ambientalização e a humanização das atividades universitárias, incorporando as temáticas ambientais, da diversidade cultural, das desigualdades sociais e da cidadania nas atividades acadêmicas (ensino, pesquisa e extensão), administrativas e na formação profissional continuada.

 

No que diz respeito à formação de profissionais capazes de uma ação interativa e responsável na sociedade, o PDI apresenta ser necessário “considerar a diversidade das necessidades formativas dos(as) estudantes ingressantes na implementação dos Projetos Pedagógicos” (p. 18) e, ainda, para a produção e disseminação do conhecimento pela Universidade deve-se fomentar e “garantir a prática de atividades acadêmicas norteadas por preceitos éticos” (p.16).

Em outubro de 2016, o ConsUni da UFSCar aprovou por unanimidade a Política de Ações Afirmativas, Diversidade e Equidade[1] da instituição, renovando “o compromisso social e político que leva a Universidade Pública a assumir, o mais plenamente possível, a responsabilidade de garantir a articulação entre a construção de conhecimentos e a formação de profissionais e de cientistas engajados na garantia de uma sociedade cada vez mais democrática, participativa e dialógica” (UFSCar, 2016, p. 67). Compromisso este que reitera o “reconhecimento da diversidade cultural como um dos componentes centrais da excelência acadêmica” (UFSCar, 2016, p.67).

Com base nestes princípios, este Seminário se propõe a oportunizar ao corpo docente desta universidade um espaço para discussão e reflexão acerca da diversidade, temática tão importante que interfere diariamente na ação docente.

 

Objetivo:

Promover a reflexão e o diálogo a respeito dos desafios que se apresentam aos docentes da educação superior no que diz respeito aos estudantes que temos hoje: as diversidades sociais, culturais, étnico-raciais, de gênero e sexualidade, diversidades formativas, assim como a saúde mental destes estudantes, e a relação entre os docentes e eles na perspectiva da ética na educação, buscando a construção de mecanismos e de processos que permitam a promoção de uma educação pautada na valorização, reconhecimento e respeito às diversidades.